Categoria "Convidados"


Vai ter banda desenhada no FIQ 2015!!

Olha esse FIQ: ontem liberamos parte da programação e hoje te contamos QUATRO novos nomes da nossa super lista de convidados. Vamos receber os quadrinistas portugueses Carla Rodrigues, João Mascarenhas, Osvaldo Medina e Pedro Serpa!! A vinda dos artistas é um apoio da Marsupial Editora.

O evento, de 11 a 15 de novembro, é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura e é gratuito.


Carla Rodrigues


Carla nasceu no Porto, em 1984. Em 2009, começou a desenhar para fanzines, tendo publicado trabalhos na “Tertúlia BDZine”, “Venham +5”, “Funzip”, “Efeméride - Heróis do Séc. XXI”, e diversas edições da revista alternativa “Zona”. Publicou também em diferentes edições do fanzine uruguaio “Gas”, da Gas Comics. Participou com quadrinhos em diversas outras publicações, tais como as antologias “Steampunk Originals” volume 1 e 2, “Casulo” e “Portugal 2055”. Entre 2012 e 2015, desenhou mensalmente a tira “Engraxatoon” para a revista “Cais”. Desde 2009, desenha a webcomic “A Garagem de Kubrick”, que chegou a ser publicada na revista de cinema “Total Film Portugal”, uma edição em livro está nos planos. Atualmente, desenha também a webcomic “Portento”, com roteiro de Martín A. Pérez. Em 2011, venceu o prêmio de Melhor Obra Curta nos IX troféus Central Comics, com a obra "Empregado Precisa-se", publicada na “Zona Negra 2”. Também em 2011, a “Garagem de Kubrick” foi nomeada para Melhor Iniciativa no TCN Blog Awards 2011. Em 2012, foi uma das artistas nomeadas a Melhor Artista da Década 2002-2012 nos Troféus Central Comics: Heróis da Década.


João Mascarenhas

João é artista premiado de quadrinhos e ilustração. O seu personagem (e seu alter ego) “O Menino Triste” é publicado, desde 2009, pela editora Qual Albatroz. Atualmente a mesma editora publica seu mais recente trabalho: “Butterfly Chronicles”, um quadrinhos de ficção científica para suportes digitais de leitura. Seu trabalho já foi publicado em vários continentes, participado de diversos projetos e editado vários fanzines. Entre os títulos está “BDLP”, em conjunto com o Olindomar Estúdio de Angola. A hq venceu o Prêmio nacional de quadrinhos do Festival Internacional Amadora Banda Desenhada, em 2013, na categoria “Fanzine”. Também venceu o Troféu HQ Mix de 2014, por aqui, na categoria “Destaque Língua Portuguesa”.

Osvaldo Medina

Osvaldo é nascido em Luanda, Angola, em novembro de 1973. Foi para Lisboa em 75. Rapidamente descobriu o amor pelo desenho ainda antes de entrar na escola, ainda criança. Em 1997, começou a trabalhar em animação, na produtora Animanostra. Lançou "Formula da Felicidade", seu primeiro quadrinho, em 2009. Trabalha em storyboard, ilustração, HQs e animação.


Pedro Serpa


Pedro é formado em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, trabalha a tempo inteiro como diagramador. Iniciou a carreira de quadrinhos aos 35 anos, na coletânea "Sete Historias em busca de uma Alternativa". Em 2011 e 2013 lançou dois livros: "O Pequeno Deus Cego" e "Palmas para o Esquilo", ambos escritos por David Soares. Voltou a colaborar, em 2014, com o escritor na coletânea "Crumbs", que reúne alguns dos mais talentosos artistas portugueses da atualidade. Mantém o blog http://desenhoserpa.blogspot.com


Felipe Assumpçao e Joao Belo são convidados do FIQ 2015

Chega janeiro, mas não chega novembro, né?! E enquanto o tempo não passa, o FIQ está numa correria louca para te contar tudo que teremos no evento. Olha só mais novidade: os quadrinistas Felipe Assumpção e João Belo são convidados do Festival!! O evento, de 11 a 15 de novembro, é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura e é gratuito.

João Belo


João Henrique Belo é designer gráfico e ilustrador. Tem desenhos publicados na “Revista TRAÇA” (revista gráfica universitária). Também lançou, de forma independente, o quadrinho “Vendedor de Esqueletos” e participou da antologia gráfica “Analecto”, lançada em 2013. Atualmente trabalha como freelancer desenvolvendo projetos para os meios impressos e digitais, coleciona quadrinhos, bagunça e gosta de feijão. Ah! É o designer do FIQ 2015. Saiba mais: https://buleskine.wordpress.com/

Felipe Assumpção

O belo-horizontino Felipe Assumpção é formado em comunicação e trabalha na rádio UFMG Educativa. Faz quadrinhos desde 1999, quando criou o “Botamem”. De lá pra cá, já lançou três histórias curtas do quadrinho, além de publicar as tiras do personagem, semanalmente, no jornal O Super Notícias. Atualmente, tenta financiamento para uma coletânea das tiras do Bota no Catarse


 Salut, Philippe Otie!

Estamos perto de fechar a imensa lista de convidados do FIQ 2015 (que já passa de 100). Mas calma que tem mais nomes de qualidade vindo aí. E o de hoje é internacional: vamos receber o francês Philippe Ôtié! O evento, de 11 a 15 de novembro, é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura e é gratuito.

Trabalhando no campo da diplomacia econômica, Philippe Ôtié viveu cerca de vinte anos no Extremo Oriente, principalmente no mundo chinês (Taipei, Pequim e Wuhan). Entre 2005 e 2011, foi co-roteirista da série “Uma vida chinesa”, romance autobiográfico do desenhista chinês Li Kunwu.

O título foi publicado em 14 línguas e recebeu numerosas premiações internacionais, sendo duas nominações ao Eisner Awards 2014, um Dragão de Ouro dos quadrinhos chineses 2013 e outros. O mais recente foi o Prêmio de Excelência do Japan Art Media Festival, entregue em fevereiro de 2015.

Atualmente, Philippe Ôtié mora no Oeste da França e trabalha na adaptação da série em quadrinhos para um filme de longa metragem de animação.

Página 2 de 28